Flores do Mal

Aproveitando meu estado de férias, resolvi postar aqui uma das músicas do Grupo Barão Vermelho que acabou traduzindo meu dia de hoje.

Após isso considerei a hipótese de eliminar definitivamente as ervas daninhas do meu imenso jardim e aproveitá-lo melhor.

 

“Não me atire no mar de solidão

Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos

Não me retalhe em escândalos

Nem tão pouco cobre o perdão

Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão

Que acabou feito um sonho

Foi o meu inferno, foi o meu descanso

A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva

Faz do amor uma história triste

O bem que você me fez nunca foi real

Da semente mais rica, nasceram flores do mal

Huummm….

Não me atire no mar de solidão

Você tem a faca, o queijo e meu coração nas mãos

Não me retalhe em escândalos

Nem tão pouco cobre o perdão

Deixe que eu cure a ferida dessa louca paixão

Não me esqueça por tão pouco

Nem diga adeus por engano

Mas é sempre assim

A mesma mão que acaricia, fere e sai furtiva

Faz do amor uma história triste

O bem que você me fez nunca foi real

Da semente mais rica, nasceram flores do mal”

About Andrezza Carvalho

"Quem procura acha" já dizia o ditado na época da minha querida vozinha... Então ainda busco quem sou e para onde vou, até onde quero ir e até qual altura posso alcançar. Ficou zonzo? Não leia mais nada daqui então.

Posted on Julho 16, 2008, in Música. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: