Ping Pong

Sempre achei interessante esse formato de texto. Conseguimos traduzir em poucas palavras quem somos (isso quando encontramos os adjetivos corretos). Nesse momento, estou assim e pode ser que dentro em breve isso mude (espero!):

Saudade: é bom e ruim ao mesmo tempo;
Esperança: algum dia ela vai se concretizar e virar realidade;
Amor: o meu, o qual senti, passei e foi eterno enquanto durou;
Incondicional: estou na busca;
Carnal: é a primeira impressão;
Tristeza: tem sido minha companheira;
Felicidade: no tempo certo ela vai aparecer;
Paixão: não me pega mais;
Amigos: os mais pertos estão longe;
Família: aprendizado;
Desejos: muitos, mais ainda não sei como ter todos;
Mudanças: que venham como se fosse uma cachoeira;
Humor: admiro quem tem;
Me acham: transparente; Na verdade: eu engano bem;
Viagem: pensamentos;
Trabalho: preciso e vejo que sou boa no que faço;
Temperatura: a do corpo;
Música: as certas nos momentos certos;
Sapos: costumo não cultivar e nem engolir;
Mesas: virei algumas e guardo reflexo de todas;
Não sei: ser indiferente e fingir o que sinto;
Quero: na hora;
Tempo: o melhor e mais amargo de todos os remédios;
Homens: sensacional quando se encontra;
Vida: uma roda gigante, um dia você está em cima e em outro você está embaixo;
Gosto: ideal, nem pouco e nem muito;
Sol: no início e no fim;
Chuva: para lavar a alma;
: perdi;
Perguntas: não devo ter feito as certas…
Respostas: quem sabe, receberei todas as que preciso um dia;
Voz: fraca;
Sentido: visão;
Cheiro: dele;
Dia: noite;
Independência: sempre de dentro para fora;
Vou: não sei ainda, estou perdida;
Me falta: paciência;
Me sobra: ansiedade;
Meio termo: sim ou não;
Equilíbrio: dizem que existe;
Sintonia: não se forja;
Bichos: queridos;
Dinheiro: necessário;
Vontade: dá e passa;
Fidelidade: antes, lealdade, cumplicidade;
Leio: quase tudo;
Escrevo: para soltar o que está presso dentro de mim;
Me importo: com tudo e nada;
Medo: de não chegar lá;
Solidão: necessária para colocar em ordem os pensamentos;
Penso: mais do que devia e gostaria;
Durmo: para esquecer que estou nesse mundo;
Sou: o que sou… nesse momento perdida; Por quê? Uma parte minha foi embora para sempre.

Anúncios

About Andrezza Carvalho

"Quem procura acha" já dizia o ditado na época da minha querida vozinha... Então ainda busco quem sou e para onde vou, até onde quero ir e até qual altura posso alcançar. Ficou zonzo? Não leia mais nada daqui então.

Posted on Novembro 22, 2007, in Pensamentos and tagged . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: